Foto: SMCS
Terrazza Panorâmico

Em três meses, a Guarda Municipal já aplicou 18.486 multas de trânsito em Curitiba. Desde o dia 23 de fevereiro, dos 1,3 mil guardas municipais da cidade, 283 estão credenciados como agendes de trânsito e aptos a fazer a fiscalização e registrar as infrações.

Antes dos guardas multarem, a fiscalização era atribuição apenas dos agentes da Superintendência de Trânsito (Setran) e do Batalhão de Trânsito da Polícia Militar (BPtran).

O Secretário de Defesa e Trânsito de Curitiba, Guilherme Rangel, explica que as autuações geralmente ocorrem onde os guardas municipais fazem fiscalizações rotineiras, como parques e praças, mas podem acontecer em qualquer lugar da cidade.

Segundo Rangel, o dinheiro arrecadado com as multas vão para um fundo que só pode ser usado para melhorias no trânsito.

As multas mais aplicadas pelos guardas municipais de fevereiro a maio foram a falta de utilização do cinto de segurança, com 3.883 autuações e o estacionamento irregular no passeio ou sobre faixa destinada a pedestre, sobre ciclovia ou ciclofaixa e outros, com 2.493 multas.

O manuseio do aparelho celular, para uma chamada telefônica ou para utilização de outros aplicativos enquanto o motorista está ao volante, também aparece nas multas mais frequentes, com 908 autuações.

Vale lembra também que o estacionamento em local irregular pode ainda acarretar no guincho do veículo por parte da Prefeitura de Curitiba.

Repórter William Bittar

Deixe uma mensagem