Foto: José Fernando Ogura/AEN
Terrazza Panorâmico

O governador Ratinho Junior recebeu nesta quarta-feira (14), no Palácio Iguaçu, o diretor-superintendente da empresa de laticínios Piracanjuba, Cesar Helou. Na reunião, o executivo confirmou dois novos investimentos da Região Sudoeste do Paraná, que somam 110 milhões de reais. A previsão é que os empreendimentos gerem 370 empregos diretos. O governador destacou a importância para o Paraná de receber a instalação de uma marca tradicional.

A primeira unidade da empresa, na cidade de Sulina, começa a funcionar no mês que vem. Com capacidade para processar 150 mil litros de leite por dia e investimento de 30 milhões de reais, a indústria vai gerar no primeiro momento 70 empregos diretos na produção de queijo fatiado. Já a construção da unidade de São Jorge D’Oeste começa no ano que vem, ao custo de 80 milhões de reais, criando 300 empregos diretos. O governador colocou a estrutura do Estado à disposição da Piracanjuba para abreviar o processo de instalação no Paraná.

O prefeito de Sulina, Paulo Horn, explicou que a instalação da indústria fará uma grande diferença na vida da cidade, de aproximadamente quatro mil habitantes.

O prefeito de São Jorge D’Oeste, Gilmar Paixão, classifica a chegada da empresa como uma revolução para o município, de pouco mais de dez mil pessoas.

De acordo com a Secretaria de Estado da Agricultura e Abastecimento, o Paraná é o terceiro maior produtor de leite do Brasil, com cerca de 13% da produção nacional. O secretário Norberto Ortigara destacou que a Piracanjuba é uma empresa de referência, e que a chegada da marca reforça a capacidade do Paraná em produzir com qualidade.

Aproximadamente 90 mil produtores de leite atuam no Estado. No ano passado, a produção de leite rendeu 5 bilhões e 800 milhões de reais no Valor Bruto da Produção Agropecuária do Estado, segundo dados preliminares da Secretaria da Agricultura, perdendo apenas para o frango, soja e milho.

Repórter Vanessa Fernandes