Foto: Rodrigo Fonseca/CMC
Terrazza Panorâmico

Os vereadores de Curitiba votam em primeiro turno, na sessão plenária desta terça-feira (3), um pedido da Prefeitura de Curitiba para um empréstimo de R$ 164 milhões junto à Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD) para construção do novo bairro da Caximba. O montante será utilizado para atender o realojamento de 4,5 mil pessoas que vivem na Vila 29 de Outubro, a incrementação da gestão ambiental no bairro Caximba e a continuidade do programa de macrodrenagem da bacia hidrográfica dos rios Barigui e Iguaçu.

Líder do governo da Câmara, o vereador Pier Petruzziello (PTB) explica que as obras são de extrema necessidade.

A proposição tramitava em regime de urgência, mas como foi protocolada durante o recesso parlamentar, no mês de julho, o prazo começou a contar quando as sessões retornaram em agosto e encerra no dia 14 de setembro.  

A matéria estabelece que será considerada a variação cambial para os pagamentos do financiamento e que o Executivo disponibilizará rubricas orçamentárias “como contragarantia à garantia da União”. Não há menção ao prazo de amortização do crédito.

O líder do governo acredita que a iniciativa será aprovada com apoio de todos os vereadores.

Referindo-se à população da Vila 29 de Outubro e de áreas adjacentes, a iniciativa afirma que será contemplada a realocação de 1.147 famílias, cerca de 4.500 pessoas, já identificadas, para unidades habitacionais em áreas dotadas de infraestrutura, possibilitando a reorganização dos lotes e a implementação das ações propostas. 

A iniciativa ainda promete “corrigir o passivo ambiental, recuperando a paisagem da planície de inundação, dos ecossistemas envolvidos e das áreas denominadas várzea e matas de galeria”.

Repórter Francielly Azevedo com informações de William Bittar