Estudantes de medicina são presos com anabolizantes e abortivos na BR-277
Foto: Divulgação/PRF
Terrazza Panorâmico

Dois estudantes de medicina foram presos neste final de semana com quase dois mil medicamentos importados ilegalmente do Paraguai, em Cascavel, na região oeste do Paraná. Entre os medicamentos apreendidos estão esteroides anabolizantes, abortivos e estimulantes sexuais.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a apreensão aconteceu durante uma abordagem de rotina na BR-277, quando os agentes perceberam o nervosismo excessivo dos estudantes.

O homem, de 28 anos, e a mulher, de 39 anos, estavam com os medicamentos escondidos nas portas do veículo e no encosto dos dois bancos dianteiros do carro.

Além dos fracos, ampolas e comprimidos, também foi apreendido um pacote de pouco mais de um quilo de cocaína. Um segundo pacote com cerca de 1 quilo de outra substância em pó foi encontrado, mas não foi possível fazer a sua identificação no local da abordagem. De acordo com os presos, trata-se de enantato de testosterona, um tipo de anabolizante.

Os dois presos são estudantes de medicina no Paraguai e entregariam a carga ilícita em Maringá.

A PRF encaminhou a ocorrência para a Delegacia da Polícia Federal em Cascavel.

Os dois presos vão responder pelo crime de importar ilegalmente produtos destinados a fins terapêuticos ou medicinais. A pena varia de dez a 15 anos de prisão. Eles também responderão por tráfico de drogas, cuja pena vai de cinco a 15 anos.

Repórter William Bittar