Estudo avalia esterilização das máscaras usadas por profissionais de saúde no combate ao novo coronavírus

Estudo avalia esterilização das máscaras usadas por profissionais de saúde no combate ao novo coronavírus
Foto: Freepik

A Unimed Ponta Grossa encomendou um estudo para avaliar se as máscaras de proteção N-95 e PFF2-S, usadas normalmente por médicos e enfermeiros na linha de frente no combate ao coronavírus, após submetidas à esterilização, sofreriam alterações na eficiência de proteção.

Uma possiblidade, segundo a operadora, diante de um cenário em que esse tipo de máscara já está escasso. A reesterilização poderia ser uma alternativa para momentos de emergência que venham a surgir. Vamos falar sobre isso agora com Rafael Francisco dos Santos, diretor-presidente da Unimed Ponta Grossa.