Ex-marido de gerente morta e mais três são denunciados por feminicídio

Ex-marido de gerente morta e mais três são denunciados por feminicídio
Foto: PCPR

Quatro pessoas foram denunciadas pelo Ministério Público do Paraná (MP-PR), por envolvimento na morte da gerente bancária Tatiana Lorenzetti, no dia 28 de dezembro, no bairro Capão Raso, em Curitiba.

De acordo com a denúncia, os suspeitos responderão por homicídio qualificado por motivo torpe, impossibilidade de defesa da vítima, promessa de recompensa e feminicídio.

Segundo o Ministério Público, o mandante do crime foi o ex-marido da gerente bancária. Ele prometeu uma recompensa de R$ 25 mil pelo assassinato de Tatiana Lorenzetti. Conforme a denúncia, ele queria a guarda da filha do casal para usufruir do seguro que a vítima fez em nome da criança.

A vítima foi assassinada após sair da agência bancária no horário do almoço. Segundo a Polícia Civil, a intenção dos suspeitos seria simular um latrocínio, roubo seguido de morte, por isso, teriam levado a bolsa da vítima.

O ex-marido da gerente bancária já era investigado por tentativa de feminicídio e a vítima tinha até uma medida protetiva contra ele.

Duas pessoas foram presas logo após o assassinato e confessaram participação no crime e que foram contratadas pelo ex-marido de Tatiana. Um suspeito morreu durante um confronto com a Polícia Militar.

O ex-marido dela foi preso um dia após o crime ao se apresentar na Delegacia da Mulher, em Curitiba.

O quinto suspeito foi preso durante as investigações. Ele teria organizado o encontro entre o mandante do crime e os executores.

Repórter William Bittar