Foto: Divulgação/AEN
Terrazza Panorâmico

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), que apura possíveis irregularidades no contrato de manutenção da frota de veículos oficiais do Governo do Estado voltou a se reunir na manhã desta terça-feira (09) na Assembleia Legislativa do Paraná.

Foram ouvidos o ex-diretor do Departamento de Gestão do Transporte Oficial (Deto), Lucas Augusto Ribeiro Caetano, e a ex-secretária de Administração e Previdência Marcia Carla Pereira Ribeiro.

A ex-secretária, que na época era procuradora do Estado e se licenciou da função para assumir a Secretaria, relatou que esteve à frente da pasta em um período de transição, entre novembro de 2016 e junho de 2017, após a saída do ex-secretário Reinhold Stephanes, até que o novo secretário assumisse a função.

Sobre reclamações na execução dos serviços, a ex-secretária relatou que a empresa JMK, justificava à época, que os atrasos aconteciam “pelo atraso de pagamento, que eram centralizados na Secretaria de Estado da Fazenda”, não tendo a Secretaria de Administração nenhuma ingerência sobre esses pagamentos.

A ex-secretária também disse que foi criado um sistema de controle do contrato e que deu resultado na agilidade da prestação dos serviços de manutenção da frota.

Já o ex-diretor do Deto, Lucas Caetano, relatou que esteve por poucos meses à frente da Diretoria do Órgão em razão da saída do então titular da pasta. Permaneceu na função interinamente entre fevereiro e abril de 2015 até que o novo diretor fosse escolhido e assumisse o cargo. Disse que nesse curto período, o “contrato estava em processo de implantação e que nos primeiros meses não tinha reclamação sobre os serviços prestados”.

O deputado Delegado Jacovós (PR), que é o relator da CPI da JMK, disse que pelas primeiras oitivas já é possível perceber a omissão do Estado na fiscalização da empresa JMK enquanto prestadora de serviço.

Uma nova reunião da CPI da JMK foi marcada para esta quarta-feira (10), às 9hs, com a convocação para oitiva do ex-secretário de Administração Fernando Ghignone.

Repórter Vanessa Fernandes