Foto: Ricardo Marajó/FAS
Terrazza Panorâmico

A Fundação de Ação Social de Curitiba alerta para a atuação de pessoas que vinham se utilizando do nome da FAS, sem autorização, para pedir contribuições em dinheiro ou doces, que seriam destinados a crianças em situação de vulnerabilidade.

Três homens foram vistos realizando esse tipo de atividade na Rua da Cidadania do Boqueirão na quinta-feira (04), de acordo com relato feito pelo superintendente executivo da FAS, Luciano Martins.

Martins ressalta que a instituição não pede doações, nem autoriza terceiros a fazê-lo em seu nome. O alerta é para evitar que cidadãos sejam enganados.

Ligada à prefeitura, a Fundação de Ação Social só aceita doações espontâneas e de bens duráveis, como roupas, calçados, cobertores, móveis e eletrodomésticos. Tudo passa por triagem e é destinado aos usuários dos serviços de assistência e acolhimento do município.

As doações podem ser encaminhadas à FAS via Disque Solidariedade, com contato pela central 156, ou com entrega direta na sede da FAS, na Rua Eduardo Sprada, 4520, no Campo Comprido.

O caso flagrado na Rua da Cidadania do Boqueirão foi registrado junto às autoridades policiais de acordo com a superintendência da Fundação de Ação Social.

Repórter Cristina Seciuk

Deixe uma mensagem