feminicidios-crescem-anuario-da-violencia
Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil
Terrazza Panorâmico

Divulgado nesta semana pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, o anuário da violência 2019, traz números alarmantes sobre o número de feminicídios no Paraná. O registro de feminicídios subiu 47,7% de 2017 para 2018. Foram registradas em 2017 51 mortes, enquanto em 2018 o número subiu para 61.

Impressiona também o número de registros de violência doméstica. Em 2017 foram 14.149 registros e em 2018 16.021 mulheres procuraram os órgãos de polícia para registrar a violência sofrida dentro de casa.

A promotora de Justiça Ticiane Pereira, do Ministério Público do Paraná explica quando a morte de uma mulher é considerada feminicídio.

A lei 13.104/2015 é a lei Maria da Penha, que tornou crime a violência contra mulher pela condição de gênero.

A promotora destaca ainda, que é difícil aos conviventes perceber quando a mulher está sendo vítima de violência doméstica.

De acordo com dados obtidos junto à Cevid, que é a Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar do Tribunal de Justiça (TJ-PR), em todo o Estado, somente no ano de 2018, 391 casos de feminicídio aguardam julgamento.

Em Curitiba, a Patrulha Maria da Penha da Guarda Municipal, dá atendimento às solicitações de mulheres em situação de violência doméstica, pelo telefone 153.

Repórter Vanessa Fernandes