Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil
Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso presta depoimento ao juiz Sérgio Moro na manhã desta quinta-feira (9). FHC será ouvido como testemunha de defesa de Paulo Okamotto, que é presidente do Instituto Lula. A audiência começa às 9h30, por videoconferência com São Paulo. Além de FHC, outras oito pessoas convocadas por Paulo Okamotto também serão interrogadas durante a manhã.

É a primeira audiência com depoimentos de defesa deste processo, que tem entre os réus, o ex-presidente Lula. As primeiras testemunhas do petista serão ouvidas nesta sexta-feira e incluem os ex-ministros Alexandre Padilha e Ricardo Berzoini. A defesa de Lula pediu que as audiências fossem remarcadas para as próximas duas semanas em razão da morte da ex-primeira dama, Marisa Letícia, que também era ré da mesma ação penal.

O pedido, no entanto, foi negado pelo juiz Sérgio Moro. Ele disse que, apesar do trágico e lamentável acontecimento, há várias audiências já designadas, com dezenas de testemunhas, que exigiram esforços da Justiça para viabilizar os interrogatórios por videoconferência. Por outro lado, segundo o juiz, Lula foi dispensado de comparecer às audiências, e de fato, não tem comparecido.

Além disso, Moro argumentou que as testemunhas foram convocadas em outubro do ano passado e, portanto, é possível concluir que a defesa já teve tempo suficiente para se preparar para as audiências. Ainda segundo o juiz, falta amparo legal para suspender os interrogatórios. Portanto, ele negou o pedido da defesa de Lula e determinou que a continuidade do trâmite do processo, independente da morte de Marisa Letícia.

Repórter Tabata Viapiana

Deixe uma mensagem