Foto: José Cruz/Agência Brasil
Terrazza Panorâmico

A Força-tarefa Lava-Jato vai ficar no Paraná por, no mínimo, mais um ano. A decisão da procuradora-geral da República, Raquel Dodge, será publicada nesta terça-feira (13), segundo informações da PGR. É a quinta prorrogação da força-tarefa no Estado, desde a criação dela, em 2014.

A prorrogação ocorre em meio à divulgação de diálogos entre procuradores da força-tarefa, o ex-juiz federal e atual ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, e outros agentes públicos.

A Lava Jato começou a partir da investigação dos primeiros esquemas de corrupção envolvendo a Petrobrás. Ela denunciou e condenou centenas de pessoas.

Até junho, foram destinados 808 mil reais para o custeio de viagens relacionadas à força-tarefa neste ano. Ainda, segundo a PGR, dados da Secretaria-Geral do Ministério Público da União revelam quase 1 milhão e meio de reais por ano utilizados para recursos humanos.

Repórter Marcelo Ricetti