Foto: Reprodução/Street View

Entre sábado (30) e domingo (31) quatro fugas de presos foram registradas no Paraná, três delas na região de Curitiba.

Dezessete presas fugiram do 8º Distrito Policial de Curitiba após renderem o policial de plantão. Foi na tarde deste sábado. A assessoria de imprensa da Polícia Civil informou que 38 mulheres estavam na unidade no momento da fuga.

Ainda segundo a Polícia Civil, um policial foi até a cela para retirar mantimentos quando foi rendido e agredido pelas presas. Não há informação sobre o estado de saúde dele. O Centro de Operações Policiais Especiais (Cope) foi acionado e conseguiu controlar a situação. Até o momento nenhuma fugitiva foi localizada. Um inquérito policial foi aberto para apurar o caso.

11º Distrito

Por volta da meia-noite de ontem 17 presos fugiram da carceragem do 11º Distrito Policial, na Cidade Industrial de Curitiba. De acordo com a Polícia Civil os detentos cavaram um buraco na cela e escaparam pela rede de esgoto. No momento da fuga havia 59 presos na delegacia. Até o momento nenhum foragido foi recapturado.

Almirante Tamandaré

Mais tarde, por volta da 1h30, sete presos conseguiram fugir da Delegacia de Almirante Tamandaré, na Região Metropolitana de Curitiba. Segundo a Polícia Civil, os detentos fizeram um buraco na cela e saíram em um corredor. Durante a fuga o policial de plantão foi agredido pelos presos, que saíram pela porta da frente da delegacia. O policial foi encaminhado ao hospital com algumas escoriações pelo corpo, mas passa bem. Até o momento dois fugitivos foram recapturados.

Prudentópolis

Já em Prudentópolis, no Centro-Sul do Estado, Dezessete presos escaparam da delegacia da cidade, também na madrugada deste domingo (31). Eles cavaram um túnel em uma das celas, passaram pelo solário e chegaram em um terreno que fica ao lado da delegacia, onde fica uma estação desativada da Companhia Paranaense de Energia (Copel).

Segundo informações da Polícia Civil, a cadeia estava superlotada com 40 detentos e a capacidade é para apenas 24. Além disso, apenas um investigador estava de plantão no momento da fuga.

Saídas temporárias

Mais de 2,1 mil presos que cumprem pena no regime semiaberto em unidades penais do Paraná foram liberados para passar as festividades de Natal e Ano Novo com seus familiares.
As liberações ocorreram em sete unidades prisionais. As saídas começaram a partir de 23 de dezembro.
Nas Portarias de Saída Temporária, os presos têm liberdade diferenciada, de acordo com a pena. O prazo de retorno às unidades vai até 5 de janeiro. Dependendo do destino, se permanecem na cidade de origem ou vão viajar para cidades do Paraná ou outros estados, os presos podem ficar fora da unidade de 6 a 12 dias.

No último ano, o índice de presos que não retornaram as unidades, após as saídas temporárias foi de 5,5%.

Repórter Lucian Pichetti

Deixe uma mensagem