Fumar em casa pode comprometer saúde familiar

Fumar em casa pode comprometer saúde familiar
Foto: Pexels

Um estudo da Universidade de Bristol, na Inglaterra, aponta que o consumo de cigarro tende a aumentar por causa da ansiedade causada pela quarentena. Além dos problemas causados a si mesmo, o fumante pode comprometer a saúde dos familiares que residem com ele. Isso porque o tabagismo passivo pode acarretar em diversos problemas como câncer de pulmão, infarto, reações alérgicas e dificuldades respiratórias.

O médico pneumologista, Jonatas Reichert, explica que as substâncias derivadas do tabaco se espalham pelo ambiente.

Bebês e crianças são ainda mais vulneráveis ao fumo passivo. A maneira mais efetiva de proteger os fumantes e não fumantes, é eliminar completamente o consumo de cigarro.

O especialista ressalta que mudanças de hábitos, ocupando a mente com outras atividades, pode contribuir para parar de fumar.

No isolamento social, faça um pacto de saúde familiar, ficando perto de quem ama e longe do cigarro.