O Coritiba, do atacante Guilherme (à esquerda), vai passar mais um ano na Série B. Foto: divulgação.

Os resultados de sábado (3) e segunda-feira (5) definiram que o Coritiba não sobe para a Série A e que o Paraná Clube volta para a Série B do Campeonato Brasilerio. Caso o Londrina consiga o acesso, o futebol paranaense terá duas equipes na primeira divisão em 2019. Além do Londrina, o Atlético. Mesmo assim, o estado vai completar 14 anos sem colocar três times entre na elite.

Em 2005, a Série A teve 22 clubes, incluindo Atlético (6º colocado), Paraná (7º) e Coritiba (rebaixado em 19º lugar). Em 2006, o número caiu para 20, número que prevalece até hoje. De lá para cá, o estado do Paraná nunca teve três representantes. No máximo, dois.

No formato de pontos corridos, adotado desde 2003, o Coritiba foi rebaixado três vezes (2005, 2009 e 2017), o Paraná duas (2007 e 2018) e o Atlético uma (2011). O time paranista caiu menos do que o coxa-branca, porém, ficou dez anos consecutivos na segunda divisão.

O Londrina não disputa a Série A desde 1982, quando obteve a vaga devido ao título paranaense de 1981 e ficou em 15º lugar entre 44 participantes. No início dos anos 1980, as vagas para o Campeonato Brasileiro eram definidas pelos estaduais. Na Série B de 2018, o Londrina disputa mais quatro partidas, todas neste mês. Eis os adversários:

Criciúma, hoje (6), no estádio do Café;

Oeste, dia 10, em Barueri;

CRB, dia 16, no estádio do Café;

Guarani, dia 24, em Campinas.