gaeco
Foto: Divulgação
Terrazza Panorâmico

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) de Londrina participa nesta quinta-feira (29) da Operação Mercúrio, ação coordenada entre unidades do Gaeco de nove estados. O alvo da operação é uma organização criminosa ligada ao roubo de cargas e interceptação de caminhões. No Paraná, estão sendo cumpridos dois mandados de busca e apreensão e um de prisão preventiva.

As investigações começaram há 10 meses, a partir de operações deflagradas pela Polícia Federal em 2015. O trabalho está sendo realizado em Minas Gerais, Goiás, São Paulo, Paraná, Santa Catarina, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pernambuco, Tocantins e Pará. No total, estão em cumprimento 45 ordens de prisão preventiva e 48 de temporária, além de 110 mandados de busca e apreensão.

Foi determinado o bloqueio de bens montante de R$ 40 milhões dos envolvidos e apreendidos mais de 200 veículos. A organização investigada está envolvida em crimes como lavagem de dinheiro, receptação e abertura de empresas fantasmas, além do roubo de cargas.

Os mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos nas cidades de Anápolis (GO), Aparecida de Goiânia (GO), Araguari (MG), Bela Vista de Goiás (GO), Belém (PA), Campo Grande (MS), Chapecó (SC), Franca (SP), Goiânia (GO), Gouvelândia (GO), Inhumas (GO), Iraí de Minas (MG), Itumbiara (GO), Londrina (PR), Olinda (PE), Patrocínio (MG), Quirinópolis (GO), Rio Verde (GO), Santa Helena de Goiás (GO), Santa Juliana (MG), Silvânia (GO), Taipas do Tocantins (TO), Trindade (GO), Várzea Grande (MT), Vianópolis (GO) e Uberlândia (MG).

Os números finais da operação ainda não são conhecidos.

Da Redação, com informações do Ministério Público do Paraná