Foto: Joyce Carvalho

A senadora Gleisi Hoffmann, presidente nacional do Partido dos Trabalhadores (PT), garantiu que os apoiadores do ex-presidente Lula vão continuar no entorno da superintendência da Polícia Federal em Curitiba, mesmo com a decisão judicial de multa de R$ 500 mil por dia no caso de permanência de manifestantes na região. Gleisi confirmou que o partido ainda não foi notificado da decisão.

Para a presidente do PT, uma multa neste valor é uma decisão inexequível.

Segundo a organização do acampamento, cerca de duas mil pessoas circularam pelo local neste domingo.

A presidente do PT ainda comentou sobre a visita da Comissão de Direitos Humanos do Senado, marcada para esta terça-feira. Ela confirmou que a juíza Carolina Moura Lebbos, da 12ª Vara Federal de Curitiba, foi avisada sobre a vinda dos senadores. Esta foi a juíza que negou que um grupo de governadores e senadores visitasse Lula na semana passada.

O senador Lindbergh Farias, que também está em Curitiba, afirmou que a maior preocupação neste momento é com a saúde do ex-presidente Lula.

Além de Gleisi Hoffmann e Lindbergh Farias, outros seis senadores devem fazer parte desta visita na terça-feira em Curitiba.

Repórter Joyce Carvalho

Deixe uma mensagem