Terrazza Panorâmico

Com um gol marcado pelo volante Bruno Guimarães, o Athletico derrotou o Internacional, por 1 a 0, nesta quarta-feira (11), no jogo que abriu a decisão da Copa do Brasil. Quase 40 mil pessoas (39.772) viram na Arena da Baixada o rubro-negro abrir a vantagem que lhe permite o empate na partida de volta, na próxima quarta (18), no Beira-Rio, em Porto Alegre, para conquistar este título inédito para o futebol paranaense.

O time local teve mais posse de bola, mas o Inter quase abriu o placar aos 13 minutos, quando o atacante uruguaio Nico López apareceu livre na área e o goleiro Santos segurou a bola. Este lance foi um raro espaço que a bem armada defesa atleticana deu, durante os 90 minutos, a um dos experientes estrangeiros da equipe gaúcha. Os outros dois, o argentino D’Alessandro e o peruano Paolo Guerrero, foram anulados.

No segundo tempo, aos 12, o Athletico comemorou com Bruno Guimarães, que completou uma jogada da qual também participaram os meias-atacantes Nikão e Thonny Anderson e o atacante Marco Ruben. Aos 27, o atacante Rony carregou a bola no meio do campo e chutou forte da entrada da área, mas viu o goleiro Marcelo Lomba impedir o segundo gol. No final, aos 44, o atacante Rafael Sobis entrou na área e teve a chance do empate, mas o chute terminou no lado de fora da rede.

Para reverter a situação, o Internacional vai precisar ganhar por dois gols de diferença no tempo normal ou por um gol para provocar uma disputa de pênaltis. O campeão recebe R$ 52 milhões. O vice embolsa R$ 21 milhões.

No próximo domingo (15), provavelmente com equipes reservas, os finalistas da Copa do Brasil vão atuar pelo Campeonato Brasileiro: o Athletico diante do Avaí, na Arena da Baixada, e o Internacional contra o Atlético Mineiro, na Arena Independência, em Belo Horizonte. As duas partidas começam às 11h.

COPA DO BRASIL – Decisão, 1º jogo

Quarta-feira, 11 de setembro de 2019, às 21h30

Arena da Baixada

ATHLETICO 1 x 0 INTERNACIONAL

Gol: Bruno Guimarães aos 12 minutos do 2º tempo

Árbitro: Raphael Claus (SP)

Cartões amarelos: Nikão, Khellven e Wellington (todos do Athletico)

Renda: R$ 2.685.790,00

Público total: 39.772

Athletico: Santos; Khellven, Robson Bambu, Léo Pereira e Márcio Azevedo; Wellington, Bruno Guimarães e Léo Cittadini (Thonny Anderson); Nikão, Marco Ruben (Marcelo Cirino) e Rony (Lucho González). Técnico: Tiago Nunes.


Internacional: Marcelo Lomba; Bruno, Rodrigo Moledo, Víctor Cuesta e Uendel; Rodrigo Lindoso, Edenilson (Nonato), Patrick e Nico López (Wellington Silva); D’Alessandro (Rafael Sobis) e Paolo Guerrero. Técnico: Odair Hellmann.