Ratinho Junior se reuniu nesta segunda-feira (29) em Brasília com os diplomatas do Paraguai, Chile e China para tratar de projetos de infraestrutura. Ele também cumpriu agenda com o ministro da Economia, Paulo Guedes.

O governador Carlos Massa Ratinho Junior se reuniu na segunda-feira (29), em Brasília, com os embaixadores Nimia Ermelinda da Silva Boschert, do Paraguai, e Fernando Schmidt Ariztía, do Chile, para tratar do projeto do corredor bioceânico entre o Porto de Paranaguá e o Porto de Antofagasta.

A ligação de 2,5 mil quilômetros deverá integrar quatro países e facilitar as exportações do cone sul para os países asiáticos pelo Oceano Pacífico, além de baratear custos de comércio exterior dos países sul-americanos pela rota paranaense do Atlântico.

“É um projeto ambicioso. Nós estamos construindo essa possibilidade de um novo corredor de exportação em parceria com esses países”, destacou o governador, que entende que o projeto ajudará a transformar o Paraná em um grande hub logístico da América do Sul.

O projeto paranaense da rota, que integra trechos de ferrovias em operação, já foi apresentado ao presidente Jair Bolsonaro, ao presidente paraguaio, Mario Abdo Benítez, ao ministro de Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, ao diretor-presidente da Itaipu, Joaquim Silva e Luna, ao presidente do BNDES, Joaquim Levy, e a investidores asiáticos durante a visita do governador à China.

Durante encontros bilaterais, o governador ressaltou a capacidade do agronegócio paranaense de oferecer alimentos ao mundo – o Estado é o segundo maior produtor de grãos e maior produtor de proteína animal do País –, e disse que essa produção dobra de tamanho a cada dez anos, o que reforça a necessidade de melhorar a infraestrutura e a logística de transporte rodoviário e ferroviário.

Leia a materia completa

Source link