Foto: Rodrigo Felix Leal/ANPr
Terrazza Panorâmico

O Governo do Paraná anuncia o investimento de R$ 2 bilhões no programa de Revitalização de 10 mil quilômetros de rodovias estaduais. É o maior pacote de obras feito com recursos próprios do Estado.

As obras de restauração e conservação serão feitas ao longo de três anos, com início imediato, e compreendem grande parte da malha viária estadual, que totaliza 12 mil quilômetros.

Os projetos já vêm de anos, mas estavam judicializados e precisaram ser revistas para readequar com os valores atuais.

A Secretaria de Estado da Infraestrutura e Logística trabalha desde o início do ano junto com os órgãos de fiscalização e controle, como o tribunal de Contas do Estado, Ministério Público Estadual, Ministério Público federal e Tribunal de Justiça, para a liberação das obras.

Elas foram dividas em 33 lotes, conforme as superintendências regionais do departamento de Estrada de Rodagem, e compreendem todas as regiões do Estado.

Em parte dos lotes serão feitos serviços corretivos, com execução de repares superficiais e remendos profundos localizados, além da melhor da drenagem do pavimento.

Nas rodovias que funcionam como corredor de escoamento estão previstas obras mais profundas.

São serviços de segurança ao usuário e proteção do pavimento, com correções localizadas ao longo dos trechos rodoviários, e aplicação de produtos asfálticos polimerizados, que garantem mais durabilidade à pavimentação.

Além disso, todo o trecho da faixa de domínio da malha rodoviária estadual passará por conservação frequente, tanto os trechos pavimentados como os não pavimentados.

Isso inclui a limpeza das sarjetas, meios-fios e bueiros; limpeza e recomposição da sinalização vertical e controle da vegetação com roçada manual, capina e remoção de resíduos.

O governador Ratinho Junior ressaltou que as medidas de ajuste adotadas pelo governo ajudam a criar um caixa para investimentos em setores importantes para a população, como as rodovias.