Governo institui táxi como transporte oficial de servidores

Governo institui táxi como transporte oficial de servidores
Foto: Andressa Katriny/CMC

Ao escolher o táxi como principal meio de transporte de servidores, o Governo Paranaense diz que pretende reduzir a frota de carros oficiais.

A medida foi adotada por meio de um decreto, assinado pelo governador Ratinho Junior. O governo espera economizar mensalmente pelo menos R$ 500 mil.

O servidor que precisar se deslocar do local de trabalho deve usar o TaxiGOVPR, um sistema semelhante aos aplicativos de transporte. De acordo com o governo, mais de 17 mil usuários já estão cadastrados no serviço.

O decreto veta a utilização de carros oficiais para deslocamento de agentes públicos na realização de atividades de caráter administrativo, tais como encontros, reuniões, debates, palestras, ou treinamentos.

O governo do Paraná alega que um carro oficial gasta, em média, R$ 6,66 por quilômetro rodado e que o valor com o TaxiGOV cai para R$ 3,34. Além disso, também fala que cerca de dois mil carros oficiais serão recolhidos até o final de 2021.

O programa é vinculado à Secretaria da Administração e da Previdência, que vai determinar o recolhimento de veículos dos órgãos do governo estadual.

O aplicativo pode ser acessado por celular ou computador e está disponível 24 horas por dia, inclusive aos sábados, domingos e feriados.

De acordo com o diretor do Departamento de Gestão do Transporte Oficial da SEAP, Juan Carlos Alves, hoje são 17 mil servidores de 28 órgãos espalhados pelo Paraná que precisam de deslocamento.

Ainda de acordo com o decreto assinado pelo governador, todos os gestores devem dar preferência a reuniões pela internet, em caráter não presencial, devido à pandemia da Covid-19. Juan Carlos Alves falou ainda sobre o futuro de parte da atual frota oficial do governo.

Repórter Fábio Buchmann