Foto: Divulgação/AENPR
Terrazza Panorâmico

Uma comissão foi formada pelo Governo do Paraná com três funcionários da Secretaria de Administração para investigar o sumiço de peças dos carros oficiais que estão parados no pátio do Departamento de Transporte Oficial (Deto), em Curitiba.

Técnicos da secretaria constataram, no mês passado, que houve a retirada de peças. Na vistoria também foi verificado o estado em que estavam os carros e que isso evidenciava a dilapidação do patrimônio público.

Ao todo, 435 veículos estão no pátio, fora de serviço, por problemas mecânicos ou acidentes, e devem ir a leilão.

A comissão formada deverá concluir as investigações em 90 dias e deve apurar eventuais responsabilidades de servidores. A direção informou que não vai se pronunciar.

Segundo o Diário Oficial Executivo (DIOE), dois servidores já declararam que fizeram a retirada das peças e foram abertos dois processos administrativos disciplinares contra eles.

O documento ressalta ainda que “cabe ao Departamento de Gestão da Frota Oficial zelar pela integridade, segurança e guarda dos veículos pertencentes à Frota Oficial” e que a conduta ora admitida pelos servidores “pode ser enquadrada como ilícito penal”.

Além de Curitiba, os pátios também estão instalados em Cascavel, Londrina, Marialva e Maringá. Todos os locais estão proibidos de receber carros oficiais até o final das investigações.

Em nota, o Governo do Paraná afirmou ainda que “após a conclusão do processo investigatório será data ampla divulgação”.

Repórter William Bittar

Deixe uma mensagem