Foto: Reprodução Google / Street View

Os R$ 2 milhões foram liberados a fundo perdido ao município.

A verba vai ser utilizada para o custeio de média e alta complexidade do atual Hospital de Morretes. Essa quantia é o que a prefeitura gastaria durante todo o ano de 2018 com o custeio do hospital. De acordo com o deputado federal João Arruda (MDB), que negociou a liberação do recurso com o ministro da Saúde, Ricardo Barros, essa economia vai poder ser direcionada para a construção de um novo hospital e para obras e melhorias do atual edifício.

João Arruda visitou as instalações do hospital nessa quinta-feira (11) e se deparou com uma estrutura precária.

De acordo com o deputado não foi possível fazer o cadastro completo a tempo para que o governo federal empenhasse os recursos diretos para a obra do novo hospital. Por esse motivo foi viabilizada a alternativa da liberação para custeio, que é mais rápida, de fundo para fundo, não precisa de aprovação de projeto e de outras burocracias.

O novo hospital vai ser construído no mesmo local onde hoje funciona o hospital da cidade. Por etapas, sem prejudicar o atendimento à população. De acordo com o deputado João Arruda, a obra deve iniciar imediatamente e a previsão é que seja concluída no início de 2019.

Repórter Lucian Pichetti

Deixe seu comentário