Foto: Fábio Buchmann

Greca participou da sessão na Câmara Municipal e falou por aproximadamente 15 minutos. Logo depois ocorreu a solenidade de entrega dos seis novos ônibus biarticulados.

Foi na Rua Barão do Rio Branco, em frente à Câmara. Em entrevista coletiva, Greca foi irônico ao ser questionado se os veículos estavam equipados com sistema de ar condicionado

Greca traçou um panorama do transporte coletivo na cidade. Falou sobre o subsídio da prefeitura no valor de R$ 50 milhões para garantir a chamada tarifa social, que se soma aos outros R$ 100 milhões repassados pelo governo estadual.

Rafael Greca foi questionado sobre a extensão do ligeirão Norte-Sul, uma obra que já tinha sido anunciada no ano passado. Greca jogou a responsabilidade pelo atraso no Governo Federal, que ainda não liberou os recursos. Segundo o prefeito, passou da hora dos políticos de Brasília começarem a trabalhar 

Enquanto falava aos vereadores sobre o sucateamento da frota, Greca culpou mais uma vez, o ex-prefeito e agora deputado federal Gustavo Fruet, do PDT

A Assessoria de Imprensa De Gustavo Fruet respondeu as afirmações. Em nota enviada à CBN, é informado que durante a Gestão de Fruet, os empresários conseguiram uma decisão judicial que os desobrigava de renovar a frota.

Ainda segundo o texto, para liberar a renovação da frota, o atual gestor da cidade fez um acordo com os empresários e os liberou de pagar R$ 50 milhões em multas, que foram aplicadas por Gustavo Fruet por descumprimento dos indicadores de qualidade.

Ainda segundo a nota de Gustavo Fruet, a tão comemorada renovação da frota está abaixo do previsto em contrato e do prometido na campanha de Rafael Greca.

Repórter Fábio Buchmann