Foto: Francielly Azevedo
Terrazza Panorâmico

O ex-prefeito e candidato do PT à presidência em 2018, Fernando Haddad, esteve na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, visitando o ex-presidente Lula nesta terça-feira (11) e na saída falou sobre as matérias do site The Intercept Brasil com trechos de conversas entre os procuradores da Lava-Jato e o ex-juiz federal e atual ministro da Justiça, Sérgio Moro.

Haddad lembrou da atitude de Moro, em março de 2016, quando divulgou áudios de uma conversa do ex-presidente Lula com Dilma Rousseff, na época, presidente da República.

Ele voltou a afirmar que Sérgio Moro deveria ter sido retirado do julgamento dos processos já naquela situação, o que não aconteceu.

Haddad reforçou ainda a convicção de que, com a divulgação de todo o material das conversas, a inocência do ex-presidente será comprovada e que, somente a partir de todo o conteúdo divulgado é que será feita uma peça jurídica mais embasada para se levar à Justiça.

Repórter William Bittar