Foto: Divulgação / Polícia Federal
Terrazza Panorâmico

Nesta quarta-feira, a Polícia Federal prendeu em flagrante, em Curitiba (PR), um haitiano que tentava regularizar a situação imigratória dele no Brasil. A prisão ocorreu no momento em que o homem apresentou uma Certidão Consular do Haiti falsa. A confirmação da falsidade do documento, pela Embaixada do Haiti, foi determinante para a decretação da prisão do estrangeiro.

A Delegacia de Imigração suspeita de que haja a intermediação de outro haitiano, que tem residência na capital paranaense e atuaria como uma espécie de despachante. Pelo fornecimento de cada documento falso, ele cobraria aproximadamente R$ 150,00. Esta suspeita será apurada em um inquérito policial.

O imigrante preso responderá pelos crimes de estelionato, falsificação e uso de documento falso. E, se condenado, estará sujeito a uma pena de até seis anos de reclusão. Neste ano, já foram efetuadas 37 prisões em flagrante de estrangeiros, e também de brasileiros, que apresentaram à Polícia Federal documentação falsificada.

Repórter Marcelo Ricetti