Foto: Divulgação
Terrazza Panorâmico

As histórias dos moradores locais vão ganhar vida durante a 29ª edição do Festival de Inverno de Antonina, evento que oferece uma série de apresentações e workshops culturais, envolvendo áreas como a música e a dança.

O público poderá participar de um roteiro pelo Patrimônio Cultural da região, enriquecido com vivências cênicas baseadas em histórias contadas por seus próprios habitantes. A iniciativa, batizada de Desenredo, é do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), em conjunto com a Universidade Federal do Paraná (UFPR).

A ação consiste em dois roteiros, um inspirado pelo mar e outro pela terra firme, que serão percorridos pelo público. Em determinados pontos, uma atriz representará as cenas contadas pela população.

Por meio de uma relação mais descontraída de valorização das pessoas que moram em Antonina e das histórias da cidade, o projeto busca resgatar os vínculos com os habitantes e estimular processos de identificação dos moradores com o seu Patrimônio Cultural.

A técnica em educação patrimonial do Iphan Lia Mity Ono conta que técnicos do instituto realizaram um trabalho de pesquisa com os moradores da região para criar estes cenários, que serão oferecidos aos visitantes nestes dois roteiros propostos.

Segundo Lia Mity Ono, além da experiência do projeto Desenredo, o público do Festival de Antonina poderá visitar o canteiro de obras de monumentos em restauração pelo instituto, e por ruínas de locais históricos que contam a história da cidade.

Para quem já ficou curioso com as histórias que serão contadas nestes roteiros, Lia Mity Ono conta um pouco o que o visitante poderá encontrar e conhecer nestes roteiros históricos de Antonina, dentro do projeto Desenredo.

O Roteiro Terra do Iphan acontece no dia 19 de julho, às 16h e terá inicio na Estação Ferroviária de Antonina, na Praça Carlos Cavalcanti.

Já o Roteiro Mar acontece no dia 20 de julho, também às 16h e tem início no Trapiche de Antonina, na Rua Coronel Marcalo, 531.

As entradas são gratuitas.

Repórter Vanessa Fernandes