Foto: Johan Gaissler
Terrazza Panorâmico

Sob efeito de um suposto surto psicótico, um ex-militar de 74 anos efetuou mais de 60 disparos dentro de uma casa, no bairro Mercês, em Curitiba. Durante o fim da tarde e a noite desta segunda-feira (7), o caso foi acompanhado pela Polícia Militar, inclusive com a mediação de uma equipe de negociação. E movimentou a vizinhança, que não está acostumada com ocorrências desta natureza. Um dos moradores, Agner Neves de Almeida, contou como tudo começou.

Por segurança, o cruzamento das ruas Martim Afonso com Visconde de Nácar foi fechado, tanto para o trânsito de veículos quanto o de pedestres. Enquanto alguns vizinhos não conseguiram voltar para casa, outros tiveram que se proteger como puderam, já que os disparos aconteciam em várias direções.

Segundo informações da PMPR, Luiz Carlos de Campos é professor de língua francesa e não tinha antecedentes criminais. Colecionador de armas de fogo, ele estaria em posse de pelo menos quatro delas. Depois de cerca de quatro horas de negociação, sem resultados, policiais entraram no imóvel. Mesmo assim, ainda houve disparos. O homem estava em um dos pavimentos e a mãe dele, com a cuidadora dela – uma mulher de aproximadamente 50 anos -, em outro. O Coronel Hudson Teixeira revelou que o ex-militar atirou, inclusive, contra os policiais que entraram na residência.

Luiz Carlos de Campos foi dominado com técnicas especiais e encaminhado a um hospital da cidade, depois de ter sido atingido por um tiro, na perna. Ele tentou escapar do cerco policial, pulando por uma janela, de uma altura de três metros.

Com colaboração de Johan Gaissler, repórter Marcelo Ricetti