Foto: Divulgação/Pernas pra que te quero

Pernas pra que te quero é um dito popular conhecido e que de maneira geral significa correr. É geralmente utilizada de forma satirizada em filmes e desenhos animados quando alguém está fugindo de algo ou alguém.

Mas a expressão significa muito mais para um grupo de crianças e adolescentes, de 9 a 17 anos, que usam cadeiras de rodas. Para elas é vento na cara. Sorriso no rosto. A sensação de liberdade. É que este grupo de crianças irá participar da 11ª corrida “Pernas pra que te quero” no dia 25 de novembro.

O Hospital VITA é um dos apoiadores da ação que visa contribuir para a inclusão destas crianças e adolescentes.

A idealizadora do projeto Rebeca Paciornik Kuperstein conta como essa ideia nasceu, há quatro anos.

Atualmente organizadores e corredores não temem mais que as cadeiras tombem. A rede de amigos do bem da Rebeca e do projeto resolveu o problema.

Rebeca relata, que presenciar a expressão de felicidade e a sensação de liberdade que os participantes demonstram durante o evento é inexplicável. Ela também convida os corredores de rua a participar desta iniciativa.

O projeto de inclusão social “Pernas, pra que te quero” está com inscrições abertas, até o dia 15 de novembro, para corredores e cadeirantes interessados em participar da ação na 4ª etapa do Circuito de Corrida Infantil de Curitiba, marcada para o dia 25 de novembro.

Para participar basta realizar o cadastro pelo site pernaspraquetequero.org ou ainda pelo e-mail contato@pernaspraquetequero.org.

Repórter Vanessa Fernandes