Foto: ASCOM Mackenzie
Terrazza Panorâmico

Nesta quinta-feira (5), será inaugurado o novo pronto-socorro do Hospital Universitário Evangélico Mackenzie, em Curitiba.

Serão 1.200 m² de área, que possibilitarão o atendimento de 20% a mais de pacientes do que a capacidade atual de aproximadamente sete mil atendimentos por mês, em urgência e emergência, vindos de Curitiba e região metropolitana.

Esta quinta-feira foi a data escolhida para inauguração do pronto-socorro, junto a outros eventos que ocorrem no local, para comemorar os 60 anos da instituição, como conta o presidente do Instituto Presbiteriano Mackenzie, entidade mantenedora do hospital, José Inácio Ramos.

O novo pronto-socorro será integrado ao Projeto Lean do Ministério da Saúde (MS), que tem o objetivo de reduzir em até 45% o tempo do paciente em unidades de urgência e emergência de hospitais públicos e filantrópicos. O método visa melhorar a eficácia relacionada a recursos e ocupação de leitos nos prontos-socorros. O projeto será implantado no Evangélico Mackenzie com consultoria do Hospital Sírio-Libanês de São Paulo.

O Hospital Evangélico Mackenzie foi arrematado em leilão pelo Instituto Presbiteriano Mackenzie no final de setembro de 2018, após passar por dificuldades financeiras. A instituição realiza mais de 1,1 milhão de atendimentos por ano, sendo 90% do SUS, distribuídas em urgências e emergências, internações, cirurgias gerais, partos e cesáreas, consultas ambulatoriais, e exames laboratoriais. Possui 475 leitos, sendo 416 dedicados exclusivamente ao Sistema Único de Saúde (SUS) e 450 médicos credenciados e mais 160 residentes, em 30 diferentes especialidades médicas, além de 1.800 profissionais.

O Hospital Universitário Evangélico Mackenzie é referência em atendimento a vítimas de queimadura, trauma (urgência e emergência), gestação de alto risco, neurocirurgia, transplante renal e no atendimento a vítimas de violência sexual. Além disso, o Evangélico Mackenzie ocupa o 1º lugar em Banco de Pele Humana do Paraná e o 4º Banco de Pele do Brasil. O Evangélico Mackenzie ocupa ainda o 2º lugar no país no ranking de captação de pele.

Repórter Vanessa Fernandes