Foto: Peregrinus Controle de Fauna / ANPr

Desde o início da primavera, 50 animais foram entregues ao IAP e a grande maioria filhotes de aves que são retiradas do ninho. Dessa forma, o instituto fez um alerta para que as pessoas não mexam, nem retirem ninhos de passarinhos e ninhadas de outros animais do lugar, pois essa é a época que os animais ficam mais vulneráveis e precisam de cuidados.

A diretora de Licenciamentos Especiais do IAP, Edilaine Vieira, explica que muitas pessoas podem até estar bem-intencionadas, mas dependendo da situação, podem prejudicar ainda mais os animais.

Edilaine ainda fala sobre um caso em que uma pessoa retirou sete filhotes de Periquitos-rico que estavam no forro de sua casa e isso prejudicou o ciclo natural dos bichos.

Ao encontrar um animal fora do ninho, o IAP recomenda que as pessoas devem observar por até 24 horas. Nesses casos a mãe pode ainda alimentar o filhote, mesmo no chão. Caso isso não ocorra, aí sim o filhote deve ser recolhido com cuidado e levado até o IAP.

Além disso, é importante tomar cuidado com os animais que chegam perto das pessoas em busca de alimentos, como os saguis, porque podem acontecer acidentes como transmissão de doenças por mordidas.

Repórter William Bittar

Deixe uma mensagem