policia-civil-1
Foto: Divulgação/Polícia Civil
Terrazza Panorâmico

A Polícia Civil do Paraná cumpriu um mandado de prisão preventiva contra um homem, de 62 anos, suspeito pelo homicídio que teve como vítima Cleberton Santana da Silva, 22 anos, ocorrido no dia 30 de junho deste ano. A prisão aconteceu na manhã desta terça-feira (5), no bairro Santa Cândida, em Curitiba.

De acordo com as investigações, um dia antes do crime, a vítima estaria confraternizando com alguns amigos em uma tabacaria situada na Cidade Industrial de Curitiba. O suspeito teria estacionado o carro em frente ao estabelecimento e deixado o som ligado em um volume extremamente alto.

Cleberton teria pedido para que o homem diminuísse o volume. Razão pela qual teriam iniciado uma discussão. Após o desentendimento, o suspeito teria saído do local e retornado em posse de uma arma de fogo. Momento em que efetuou diversos disparos para o alto.

No dia seguinte o homem voltou até a tabacaria e deu de encontro com a vítima novamente. De acordo com relato de testemunhas, o suspeito teria sacado a arma de fogo e efetuado três disparos contra Cleberton.

Thiago Nobrega titular da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa, conta que o suspeito atirou em Cleberton na frente de muitas testemunhas.

O delegado destaca ainda que o idoso confessou o crime em depoimento.

A vítima chegou a ser socorrida e encaminhada para o Hospital do Trabalhador, onde a faleceu horas depois.

O suspeito foi indiciado por homicídio qualificado por motivo fútil e encontra-se preso à disposição da Justiça.

Lembrando que está não foi a primeira vez que um crime como este aconteceu. Em 20 de maio de 2018, um empresário de 50 anos matou o vizinho, um engenheiro de 36, a tiros por causa do som alto, no bairro Juvevê.

Repórter Vanessa Fernandes