Foto: Prefeitura de Colombo

Um impasse entre a gestão da Santa Casa de Misericórdia de Colombo e a Prefeitura prejudica a vida da população que depende de atendimento médico.

A Santa Casa alega que não são repassados recursos da prefeitura há cinco meses e isso prejudicou os atendimentos via Sistema Único de Saúde (SUS). A gestora da Santa Casa, Luciana Reis, explica que, se os valores não voltarem a serem repassados, os pacientes ficarão sem atendimento.

Ainda de acordo com Luciana Reis, muitas pessoas que precisam do atendimento médico chegam à Santa Casa com problemas graves de saúde e são essas pessoas que podem ficar sem atendimento enquanto a situação não é regularizada.

Questionada sobre o possível fechamento da Santa Casa, Luciana Reis falou que isso não deve acontecer, mas os atendimentos serão reduzidos aos particulares e aos convênios.

Em nota, a Prefeitura de Colombo informou que tem um convênio com a Santa Casa e que, por meio da Secretaria de Saúde, foram repassados R$ 4 milhões à instituição, mas a gestão não prestou contas de cerca de R$ 1 milhão.

Ainda de acordo com a nota, a Prefeitura está impedida pelo Ministério Público e pelo Tribunal de Contas de disponibilizar mais verbas à instituição, sem que a mesma apresente onde foram empregados estes valores.

Ao final da nota enviada à Rádio CBN, a Prefeitura informa que assim que estiver regularizada a situação da Santa Casa, voltará a repassar novos recursos.

A rádio CBN tentou contato com a Promotoria de Justiça da Comarca de Colombo, mas não obteve retorno.

Repórter William Bittar

Deixe uma mensagem