Foto: AEN

O número de prisões no Paraná cresceu 334% no primeiro quadrimestre deste ano, em relação ao mesmo período do ano passado, aumentando de 157 para 682. Este é um resultado direto das ações promovidas pelas polícias do Estado. Segundo a Secretaria da Segurança Pública, houve um aumento de 140% no volume de operações de combate à criminalidade.

Houve queda no índice de homicídios dolosos, que caiu 32%. Foram 381 casos, contra 558 no mesmo período do ano anterior.

O número de latrocínios, que é o crime de roubo seguido de morte, caiu 46% durante os quatro primeiros meses do ano.  Foi uma das principais reduções do País, caindo de 35 casos em 2018 para 19 em 2019.

O índice de roubos também teve queda, de 19%, no período; assim como o roubo de veículos, que caiu 31%.

De acordo com o secretário Romulo Marinho Soares, o Estado está acelerando a construção de presídios, para transferir presos que estão em delegacias. Nos próximos anos, mais de 6,3 mil vagas deverão ser abertas no sistema penitenciário do Estado. Destas, 1,1 mil só neste ano.

O Governo do Estado planeja, ainda, unificar as áreas de planejamento, comando, controle e inteligências das forças de segurança estaduais em apenas um lugar.

A Cidade da Polícia vai ocupar uma área de 35 mil metros quadrados no bairro Rebouças, em Curitiba, onde funcionava a antiga fábrica da Ambev. O investimento previsto é de R$ 140 milhões.

Repórter Marcelo Ricetti