Foto: Reprodução/AEN
Terrazza Panorâmico

Quatro pessoas foram denunciadas pelo MP-PR pela suposta participação no esquema de corrupção na Receita Estadual, que motivou a realização da Operação Publicano há 3 anos.

A denúncia é de crime de lavagem de dinheiro. Entre os denunciados estão o ex-inspetor-geral de fiscalização da receita Márcio de Albuquerque Lima, além da esposa dele.

Lima é apontado como o chefe da organização criminosa. Segundo os promotores, além de um carro, o casal teria comprado uma lancha de mais de R$ 850 mil. O dinheiro usado na compra teria sido obtido no esquema de corrupção da Receita.

O MP-PR também pede o bloqueio de bens do casal no valor aproximado de R$ R$1 milhão e 184 mil  Douglas Maranhão, advogado de defesa de Márcio de Albuquerque Lima e da esposa disse a CBN que só vai se manifestar após ter acesso a denúncia.

Todos os quatro denunciados já foram condenados pela Justiça na primeira sentença envolvendo a Operação Publicano.

Repórter Fabio Buchmann