Foto: Dino Gebeluca

Não houve dano estrutural no prédio do apartamento em que ocorreu uma explosão seguida de incêndio, que resultou na morte de um garoto de 11 anos, no fim do mês passado, no bairro Água Verde, aqui em Curitiba. A conclusão está em um laudo, emitido por um engenheiro contratado por responsáveis pelo prédio, que foi protocolado nesta quarta-feira.

A Comissão de Segurança de Edificações e Imóveis da prefeitura – Cosedi – analisou o laudo e informou que será mantida a interdição do imóvel, até que os serviços de recuperação dos estragos estejam finalizados. Entre os consertos previstos estão as portas dos elevadores, janelas quebradas e paredes de alvenaria.

As três vítimas feridas na explosão permanecem internadas. Um técnico, que também ficou ferido, impermeabilizava um sofá no apartamento, no instante da explosão.

Repórter Marcelo Ricetti