Foto: Freepik

Um levantamento realizado pelo IBPT, o Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação, identificou que foram necessários mais de cinco meses de trabalho somente para pagar tributos. Foram exatos 153 dias, período que foi fechado no último domingo.

Se em 2003 o brasileiro destinou cerca de 36% para pagar tributos, hoje ultrapassa os 41%. Não somente o peso dos tributos sobre o trabalho cresceu, como os dias necessários para pagá-los estão aumentando.

Em 1986 foram 82 dias, em 1988, o menor período, somente 73. Mas desde 2017 são em média 153 dias. O Instituto afirma ainda que há na história do país uma crescente elevação tributária.

O presidente do IBPT, João Eloy Olenike, afirma que o brasileiro não se importa em pagar taxas altas. O que revolta é o retorno medíocre dos serviços e infraestrutura à população.

Em países como EUA e Dinamarca, paga-se muito mais impostos, mas nestes países há qualidade de vida

Além da carga tributária voraz, o Instituo colocou na conta o volume de tempo e dinheiro gastos para cobrir prejuízos provocados pela corrupção brasileira

Mais informações podem ser obtidas pelo site: http://www.ibpt.org.br ou pelo telefone (41) 2117-7300.

Repórter Fábio Buchmann