Foto: EBC
Terrazza Panorâmico

A Polícia Militar informou nesta tarde como vai funcionar o reforço de policiamento e os bloqueios de trânsito para a partida da noite desta terça-feira (02) entre Athletico e Boca Juniors. O policiamento geral, que contempla não só a região da Arena da Baixada, mas também outras áreas da cidade, começa às 18h.

Já bloqueios das vias no entorno do estádio atleticano serão iniciados às 18h30 e só serão encerrados após a dispersão dos torcedores. Apesar das interdições para os veículos em geral, moradores da região terão acesso normal às ruas.

Os pontos de bloqueio serão os seguintes:

– Rua Engenheiro Rebouças com Rua Brigadeiro Franco;

– Rua Brasílio Itiberê com Rua Brigadeiro Franco;

– Rua Almirante Gonçalves com Rua Doutor Pedro Augusto Mena Barreto Monclaro;

– Rua Me. Maria dos Anjos com Rua Baltazar Carrasco dos Reis;

– Rua Coronel Dulcídio com Rua Baltazar Carrasco dos Reis;

– Rua Brasílio Itiberê com Rua Alferes Ângelo Sampaio;

– Rua Petit Carneiro com Rua Alferes Ângelo Sampaio;

– Rua Coronel Dulcídio com Avenida Getúlio Vargas;

– Rua Buenos Aires com Avenida Getúlio Vargas.

Acompanhamentos e abordagem

O policiamento referente à partida será coordenado pelo 13º Batalhão de Polícia Militar (13º BPM), do 1º Comando Regional da PM (1º CRPM) que contará ainda com apoio de outras unidades, inclusive do batalhão de Operações Policiais Especiais, de Trânsito e o Regimento de Polícia Montada. O esquema de segurança será voltado especialmente aos eixos de maior circulação de pessoas e às proximidades dos terminais de ônibus da cidade. A PM fará ainda o acompanhamento das delegações: o Athletico sairá do CT e o Boca Juniors, de um hotel no Centro.

A Polícia Militar e a Polícia Rodoviária Federal farão ainda abordagens a ônibus com torcedores pela BR 277. Os que estão vindo a Curitiba de carro ou de avião irão ao estádio sem escolta, assim como os torcedores do Athletico, pois não houve solicitação do serviço.

Biometria

Segundo a PM, todos os torcedores passarão por identificação por meio das digitais na entrada do estádio, como parte de projeto realizado em convênio entre Polícia Militar, Athletico e Tribunal de Justiça. O objetivo, segundo a PM, é identificar já na entrada aquelas pessoas que tenham mandados de prisão em aberto ou com restrições de acesso, como ordens de distanciamento do estádio.

Repórter Cristina Seciuk