Foto: Cesar Brustolin/SMCS
Terrazza Panorâmico

A linha de ônibus Pinhais/Guadalupe deve ser a primeira do transporte coletivo da Região Metropolitana a receber a implantação de tarifas diferenciadas nos horários de menor movimento. A Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba (Comec) estuda iniciar ainda esse mês a redução da tarifa em períodos de menor circulação de passageiros.

A informação foi confirmada pelo presidente da Comec, Gilson Santos, à rádio CBN Curitiba, na manhã desta terça-feira (3). A estimativa é que a tarifa, que hoje custa R$ 4,50, seja de menos de R$ 4 nos horários com menor volume de usuários do transporte.

Santos também frisa que o objetivo é aumentar o volume de passageiros e diminuir o número de veículos das ruas o que, lá na frente, pode resultar também em melhores tarifas para quem utiliza o transporte coletivo nos horários de pico.

A medida deve ser implantada ainda em setembro, no entanto, a Comec não afirmou em que dia a tarifa diferenciada deve ser efetivamente implantada.

Em junho, o prefeito de Curitiba, Rafael Greca, enviou um projeto à Câmara Municipal de Curitiba (CMC) para implantar a tarifa diferenciada também no transporte público da capital, mas ainda não há previsão para votação, já que o projeto ainda está na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).

Repórter William Bittar