Foto: Reprodução/AEN

Com 64 casos de dengue confirmados, a 1ª Regional de Saúde, em Paranaguá, está traçando ações para combater o mosquito Aedes Aegipty, transmissor de doenças como dengue, zika e chikungunia.

A regional reúne sete municípios do Litoral. Nesses locais, 1.380 notificações da dengue foram feitas desde o início do levantamento, em julho de 2018, até o dia 08 de junho deste ano.

A presença do mosquito aedes aegypti tem colocado o litoral do estado em situação de alerta. Em Antonina o índice de infestação predial é de 6,4 em cada 100 residências. Em Paranaguá  é de 4,8 casas. Em Matinhos é de 3 e em Pontal do Paraná 1,7 a cada 100 residências.

As ações de combate ao mosquito têm o apoio da Universidade Federal do Paraná (UFPR), que faz o monitoramento dos vetores, sua identificação e avalia se estão infectados ou não. Além disso, uma equipe do Porto de Paranaguá faz a identificação e eliminação dos focos e criadouros de mosquitos.

Repórter Francielly Azevedo e William Bittar