Foto: Marcelo Ricetti/CBN Curitiba
Terrazza Panorâmico

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) deixou a prisão, nesta sexta-feira (8), por volta das 17h45. O petista estava detido desde abril do ano passado na sede da Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba.

Na saída, Lula foi recepcionado pela noiva Rosângela Silva, pela filha Lurian Lula da Silva, pela presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, e outras autoridades.

Ele saiu e foi até um palco montado na Vigília Lula Livre em frente ao prédio. Cerca de cinco mil pessoas o esperavam no local. “Eu não poderia sair daqui sem cumprimentar vocês”, disse.

Lula foi solto após ordem do juiz Danilo Pereira Junior, da 12ª Vara Federal de Curitiba. O despacho do magistrado foi publicado às 16h17 no sistema eletrônico da Justiça Federal. O alvará de soltura foi expedido às 16h21.

O ex-presidente Lula foi um dos beneficiados após a decisão do Supremo Tribunal Federal, desta quinta-feira (7), que determinou que condenados em segunda instância não podem ser presos. Por 6 votos a 5, os ministros mudaram o entendimento que era praticado desde 2016.

A defesa de Lula ingressou com pedido de liberdade nas últimas horas da manhã, após reunião com o petista. Durante a tarde, os advogados Cristiano Zanin e Valeska Martins participaram de uma audiência com o juiz Danilo Pereira Junior, que durou cerca de 15 minutos. Pouco depois, a decisão foi publicada.

Repórteres Francielly Azevedo e Vanessa Fernandes