Foto: Geraldo Bubniak - AEN

Chega a 23.012 o número de pessoas afetadas pela chuva que atingiu o Paraná nesta quinta-feira (30), de acordo com o novo boletim da Defesa Civil, divulgado às 14h20 desta sexta-feira (31). Ao todo, 4.184 casas foram danificadas, com 120 pessoas desalojadas e 62 desabrigadas. Desse total, 58 pessoas permanecem desabrigadas e 59 desalojadas.

Segundo o Simepar, o estado segue em alerta para chuvas fortes nesta sexta-feira (31) e no sábado (1). O mês de maio está sendo atípico, com registro de volume de chuva acima do normal – desde o início do mês até quarta-feira (29), tinham sido registrados 135 mm de chuva na capital. A média para a maio, quando os termômetros começam a baixar e o tempo a secar, é de 80 a 90 mm de chuva.

A chuva ainda elevou o nível do rio no Parque Barigui
Foto: Márcia Fonseca

Vendaval, chuva forte e granizo atingiram Curitiba e os municípios de Antonina, Araucária, Rio Branco do Sul, Colombo, Contenda, Pinhais, Piraquara, Quatro Barras, São José dos Pinhais, todos na região metropolitana da capital, além de Guarapuava e de União da Vitória.

Conforme o Simepar, Curitiba registrou 11 milímetros de chuva em 15 minutos e rajadas de 79 km/h; Guarapuava, 30 mm em 15 minutos; Ponta Grossa, 28 mm em 45 minutos e rajadas de 64 km/h. Nas cidades vizinhas à capital paranaense, o município mais atingido foi Rio Branco do Sul, onde a forte queda de granizo danificou 500 residências, afetando 2 mil pessoas. Em Pinhais, 400 residências sofreram danos, afetando 1.600 pessoas.

Nesta quinta-feira, o temporal também deixou duas pessoas feridas e vitimou um bebê de apenas oito meses em Guarapuava. A criança estava dormindo quando a parede do quarto, que servia como muro da residência, cedeu com a força da enxurrada.

No total, foram afetadas alternadamente 90.449 unidades consumidoras de energia no Paraná. As regiões mais afetadas em Curitiba foram os bairros Portão, Fazendinha, Santa Quitéria, Novo Mundo, Bom Retiro, Cabral, Boa Vista, Hauer, Batel e Centro.