Foto: PMC

Desde o início do ano até a sexta-feira (15), foram aplicadas em Curitiba 253.616 doses da vacina contra a febre amarela, segundo a Secretaria Municipal da Saúde. A vacinação foi reforçada após a identificação de vírus da febre amarela em macacos no litoral do estado e depois com casos confirmados em humanos. Nos últimos dez anos, 790 mil pessoas foram imunizadas em Curitiba.

O Paraná tem oito casos confirmados da doença e registrou uma morte por febre amarela, desde julho do ano passado, de acordo com o último boletim da Secretaria de Estado Saúde, divulgado na última quinta-feira (14).

A vacina é a forma mais eficaz de evitar a doença e é indicada para quem tem de 9 meses a 59 anos de idade. É apenas uma dose para a vida toda, ou seja, quem já foi vacinado contra a febre amarela não precisa de reforço. Pessoas acima de 60 anos, gestantes e mães que estão amamentando precisam de prescrição médica para tomar a vacina.

Curitiba não tem a circulação do vírus da febre amarela, mas desde a confirmação do primeiro caso no Paraná, em 28 de janeiro, a procura pela vacina aumentou. A cidade registrou dois casos da doença, mas os pacientes foram infectados em outros municípios.