Foto: Reprodução/EBC

Segundo o levantamento atualizado do Departamento de Trânsito do Paraná (Detran-PR), cerca de 10% dos veículos emplacados no estado já utilizam o modelo da placa Mercosul. Os dados se referem ao período de dezembro de 2018, quando a placa Mercosul começou a ser utilizada no Paraná, até o início desta semana.

A implantação da placa Mercosul em veículos de todo o país, que deveria ser cumprida até o 30 de junho, foi mais uma vez adiada pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran). Agora, o prazo será o dia 31 de janeiro de 2020, ou seja, mais seis meses para a medida ser implantada.  Esta é a sexta vez em que a implantação nacional foi adiada.

A decisão acontece porque apenas sete das 27 unidades federativas no país adotaram o novo padrão de emplacamento.

O diretor de operações do Detran-PR, Mauro Monteiro, explica que o adiamento da utilização da placa por conta do Contran, não influencia o Paraná, que já adota a medida.

Monteiro explica que a mudança mais significativa agora é que a placa Mercosul não será mais obrigatória para a transferência de propriedade do veículo, como previa a regulamentação anterior.

O diretor de operações do Detran-PR também frisa as situações em que a mudança para a placa Mercosul é obrigatória.

Além do Paraná, apenas os estados do Amazonas, Bahia, Espírito Santo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte e Rio Grande do Sul, já adotaram a utilização do modelo da placa Mercosul.

Repórter William Bittar