Foto: Arquivo pessoal

A designer Cássia Bruel Moro, presidente de uma seção eleitoral em um colégio no bairro Pilarzinho, em Curitiba, foi dispensada na tarde deste domingo (28) após uma decisão da Justiça Eleitoral comunicada pelo fiscal do prédio. Ela contou à reportagem da CBN Curitiba que saiu para almoçar e, quando retornou, foi informada que deveria trocar a camiseta que usava, que tinha a inscrição “Lute como uma garota”. A designer comentou que não entendeu o motivo do pedido.

Cássia não concordou com os pedidos para a troca da roupa – ou ainda para deixa-la no avesso – para continuar atuando como mesária e, por isto, foi dispensada.

Segundo a designer, o fiscal apenas informou a ela que o pedido para a troca da vestimenta com a frase “Lute como uma garota” partiu de uma decisão judicial. No entanto, Cássia não recebeu nada por escrito.

A decisão verbal foi confirmada pelo Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR), emitida pelo juiz eleitoral Lourenço Cristóvão Chemin, responsável pela 1ª Zona Eleitoral de Curitiba.

Segundo a assessoria de imprensa do tribunal, “o fato atendeu ao dispositivo que mesário não pode usar nenhuma peça que evidencie qualquer propaganda – implícita ou explícita – para qualquer candidato ou partido”. O juiz tomou a decisão após denúncias de eleitores, conforme o TRE-PR.

Neste caso, a frase está associada a um candidato, mais precisamente à candidata à vice-presidência da República, Manuela d’Ávila, de acordo com o tribunal. A designer contesta.

Repórter Joyce Carvalho