Foto: Divulgação/SMCS

A abertura oficial do encontro do BRICS, que reúne representantes do Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, aconteceu no Memorial de Curitiba, na noite desta quarta-feira (13). As autoridades participantes foram recepcionadas por apresentações artísticas dos cinco países que compõem o grupo.

Esse é o evento diplomático mais importante realizado na capital paranaense desde 2006, quando a cidade recebeu o encontro mundial de meio ambiente da Organização das Nações Unidas.

O ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, disse que deve aproveitar o encontro para conversar com os líderes dos demais países, especialmente China e Rússia, sobre a crise na Venezuela e o apoio ao autoproclamado presidente Juan Guaidó, que se opõe a Nicolás Maduro.

O evento é preparatório para a 11ª Cúpula do bloco econômico que será realizada em Brasília, em novembro deste ano.

Atualmente, 30,7% das exportações do Brasil seguem para os demais países do bloco. Em relação ao Paraná, o grupo absorve 34,5% das vendas externas totais do Estado, com negócios que somam quase US$ 7 bilhões. Os números foram trazidos pelo vice-governador do Paraná, Darci Piana.

Para o prefeito Rafael Greca, a passagem dos líderes pela cidade pode gerar oportunidades.

As reuniões de trabalho das autoridades do BRICS ocorrem nesta quinta-feira (14) e sexta-feira (15) no Salão de Atos do Parque Barigui.

Repórter Francielly Azevedo