Uma das ações do projeto Amigo dos Rios para conscientizar a população sobre a importância da separação do lixo e não poluição dos rios de Curitiba é criar comitês com moradores dos bairros por onde passam os rios e afluentes.

Criado pela Prefeitura de Curitiba, o Amigo dos Rios conta com equipes da Secretaria do Meio Ambiente que vão até as comunidades distribuindo panfletos e realizando palestras sobre a educação ambiental.

No Guabirotuba, a professora aposentada Elza Jacob Bretas faz parte do comitê montado. Ela é presidente da Associação Comunitária do Guabirotuba e revela que, por lá, a maior preocupação é com lixos eletrônicos que a população joga diretamente no Rio Guabirotuba, que deságua no Rio Belém.

Para Elza, não basta apenas a visita de equipes da Secretaria Municipal de Meio Ambiente é preciso que a população entenda que o rio faz parte da vida de todos nós.

Nas margens do Rio Guabirotuba, 97 mudas de árvores foram plantadas no início do projeto. Além disso, foram feitas vistorias na ligação à rede de esgoto em mais de 1,8 mil imóveis.

A equipe de limpeza dos rios também faz, periodicamente, a retirada de lixo das margens e do leito do rio.

Repórter William Bittar