Foto: Colaboração/CBN Curitiba
Terrazza Panorâmico

Os responsáveis pelo prédio em que um apartamento explodiu durante a impermeabilização de um sofá, no dia 29 de junho, entregaram o laudo de avaliação das estruturas do imóvel para a Comissão de Segurança de Edificações e Imóveis (Cosedi) da Prefeitura de Curitiba.

O documento aponta que não houve dano estrutural no prédio e, portanto, não há risco de desabamento.

Após a análise do documento, a Cosedi autorizou a liberação provisória do edifício para o acesso aos trabalhadores que começarão a fazer os reparos necessários, como explica o secretário municipal de Defesa Social, Guilherme Rangel.

Segundo o parecer da Comissão, “a interdição do imóvel será mantida até que todos os serviços necessários para recuperação dos estragos ocasionados pela explosão sejam realizados”.

Rangel explica que a liberação será feita em etapas e a última delas é a possibilidade dos moradores do sexto andar do prédio voltarem Lara seus lares, já que foi nesse andar que a explosão aconteceu.

Após a execução desses serviços, a Cosedi deverá ser novamente acionada pelo síndico do imóvel para que, então, uma nova vistoria seja feita.

Três pessoas ficaram gravemente feridas durante a explosão e um menino, de 11 anos, morreu.

Os feridos estão internados no Hospital Evangélico Mackenzie e, segundo o boletim médico desta quarta-feira, nenhum deles está na UTI. Os três foram transferidos para os quartos para continuar o processo de recuperação.

Repórter William Bittar