Foto: Gil Ferreira/CNJ

Na sexta-feira (18), o magistrado havia liberado o dinheiro, depois de um pedido da defesa.

Os advogados argumentaram uma crise financeira do casal, que está impedido de trabalhar. Mas ontem Moro voltou atrás e decidiu bloquear novamente os valores. Isso aconteceu após uma manifestação da Procuradoria da Fazenda Nacional, e o argumento é de que uma decisão da Justiça Federal da Bahia impedia a liberação de qualquer valor bloqueado do casal de publicitários.

Na decisão, Moro disse que devido à grande quantidade de processos, acabou cometendo um lapso ao liberar os 10 milhões. Lembrando que João Santana e Mônica Moura são ex-marqueteiros do Partido dos Trabalhadores, e foram presos na 23ª fase da Lava Jato.

Em abril os dois fecharam acordo de Delação Premiada e já foram condenados duas vezes por lavagem de dinheiro. O casal cumpre a pena em liberdade provisória.

Deixe uma mensagem