Morre o técnico Vadão, o primeiro do Athletico na Libertadores

Morre o técnico Vadão, o primeiro do Athletico na Libertadores
Foto: Lucas Figueiredo/CBF,

Morreu nesta segunda-feira (25), em São Paulo, o técnico de futebol Oswaldo Alvarez, o Vadão, de 63 anos, e que teve três passagens pelo Athletico. O treinador estava hospitalizado desde o último dia 12, no hospital Albert Einstein, em São Paulo, devido a um câncer de fígado, diagnosticado há cinco meses.

Foi com Vadão que o Athletico se classificou pela primeira vez para a Copa Libertadores da América. A passagem para a competição continental veio com o título da Seletiva para a Libertadores, disputada em 1999. Na Libertadores de 2000, com o mesmo treinador, o rubro-negro passou pelo invicto pela primeira fase (cinco vitórias e um empate) e foi eliminado pelo Atlético Mineiro, em cobranças de pênalti, nas oitavas-de-final. O aproveitamento foi muito bom para uma equipe estreante: 79%. Entre as vitórias, duas fora de casa: 3 x 0 Alianza, em Lima; 3 x 1 Nacional, em Montevidéu.

No ano passado, Vadão foi treinador da Seleção Brasileira na Copa do Mundo feminina, na França. O Brasil chegou às oitavas-de-final, quando perdeu para a equipe francesa, por 2 a 1. A carreira de Oswaldo Alvarez também incluiu o Mogi Mirim, time do interior paulista, que revelou o atacante Rivaldo em 1993, Guarani, Corinthians, São Paulo, Ponte Preta, Goiás, Bahia, entre outros clubes brasileiros, e o Tokyo Verdy, do Japão.