Motorista de aplicativo que atropelou passageiro é denunciado por tentativa de homicídio

Motorista de aplicativo que atropelou passageiro é denunciado por tentativa de homicídio
Foto: Divulgação

O Ministério Público do Paraná ofereceu denúncia contra um motorista de aplicativo que atropelou um passageiro, em 09 de dezembro do ano passado. Rafael Antoniacomi da Silva foi denunciado por tentativa de homicídio qualificado por motivo fútil e meio que impossibilitou a defesa da vítima.

Jean Cavalli, de 25 anos, ficou dois meses internado e faz tratamento diário de fisioterapia, pois, ainda fala muito pouco e a mão direita e a perna direita ainda apresentam dificuldades. Além disso, ele também fez duas cirurgias na cabeça, precisando, inclusive, colocar uma placa para reconstituição capilar.

O advogado Luis Roberto Zagonel, que representa Jean, acredita que o causador do atropelamento deve virar réu e ir a Júri Popular.

Além do processo criminal, o advogado aguarda o processo na esfera cível com a responsabilização do motorista e da empresa de aplicativo que, segundo ele, nunca procurou por Jean ou seus familiares.

Em nota, o advogado Igor José Ogar, que defende o motorista de aplicativo, afirmou que o cliente é inocente e que foi Jean quem se jogou na frente do veículo, “razão pela qual a defesa manifesta repúdio à acusação apresentada que veio fundamentada na tentativa de homicídio como tipificação legal imputada ao motorista”.

O advogado também afirmou que acredita no judiciário para desqualificar o delito.

Repórter William Bittar